I Fell In Love With A Criminal - Capítulo 29 - Miami

3




POV’s Lily

Depois de amamentar Julie e trocar suas fraldas a mesma se encontrava em meu lado dormindo igual um anjo. A cada nuvem que passava por debaixo do avião era um arrepio. Talvez isso realmente fosse loucura já que eu nem ao menos sabia para onde estava indo mas o que vem de Justin que não é loucura?

...

— Apertem o cinto. Vamos pousar daqui trinta segundos. — apertei meu cinto e o de Julie, ela ainda estava dormindo. Depois de alguns segundos – como o cara disse – pousamos e então sua voz parecida com a de um robô passou pelos altos falantes do avião me dando um frio na barriga.

— Bem vindos a Miami.

...

Abri a porta do taxi sentindo a onda de calor passar por mim. Meus cabelos ondulados que estavam em cascatas se mexiam enquanto pisava forte com o salto da minha bota preta fazendo um barulho chato e indo de encontro com uma mansão, mais humilde que a de Justin mas ainda enorme e luxuosa. A mesma era bem distante da cidade em uma área isolada com muita água e areia. Uma garota baixa de longos fios ondulados e morenos me esperava com um sorriso de orelha em orelha.

— Lily? — sua voz doce chamou meu nome em tom de felicidade.

— Eu! — sorri forçadamente. É só impressão minha ou ela sabe bem mais que eu?

— É ótimo finalmente conhecer você. — e então seus braços me envolveram de lado, por causa de Julie — Meu nome é Caitlin, Caitlin Beadles.

POV’s Justin

Terminei de arrumar as folhas uma em cima da outra as deixando na mesa. Olhei no relógio em meu pulso e segundo minhas contas Lily já deveria ter chegado em Miami. Peguei meu celular em cima da mesa desbloqueando antes de discar o número.

— Alô — Lily atendeu.

— Lily Lawrence? — ironizei ouvindo uma risada abafada.

— Sim Justin Bieber? — ri pelo nariz.

— Está gostando de Miami?

— Um pouco. É adorável mas nada como eu pensava. – revirei os olhos.

— De nada Lily. — disse sarcástico.

— Porque nunca me contou que quem estaria me esperando é a irmã do Chris? Melhor, porque eu era a única que não sabia que Christian tem uma irmã? — perguntou furiosa — Da mesma idade que você. — concluiu.

— Ia estragar a surpresa. — revirei os olhos mesmo sabendo que ela não veria — Você está tão chata Lily. — resmunguei a ouvindo gargalhar. Bipolar.

— Como você está sem mim? — sorri pegando um lápis e girando a cadeira.

— Mal, quase não consegui dormir imaginando você cavalgando em meu pau. — Lily gargalhou e depois resmungou algo que eu não consegui ouvir — Lily?

— Oi, desculpa. Julie sujou a fralda, tenho que ir.

— Okay. Beijos, eu te amo.

— Beijos Justin, eu também te amo. — sorri e Lily finalizou a chamada.

Suspirei olhando a foto de fundo do meu celular. Eu beijava a testa de Lily enquanto a mesma estava com a cabeça abaixada e com o cabelo caindo no seu rosto, meus músculos estavam a mostra já que eu estava sem camisa. Sorri antes de bloquear o celular e largar o mesmo na mesa pegando os papeis e guardando-os na primeira gaveta antes de fechá-la. Gritei um entre quando ouvi algumas batidas na porta.

— Fala bro — Chris me comprimentou.

— Bieber. — Chaz sorriu entrando na sala.

— Qual é Justin — Ryan andou até mim fazendo o toque que sempre fazíamos desde crianças. Lembrei da Lily e então meu sorriso se desfez, eu queria saber o porque ela queria tanto se despedir dele. Se ela soubesse que...

Me sentei na poltrona enquanto todos os garotos me deixavam sozinho.

— Justin, posso conversar com você? — Ryan disse. Franzi o cenho vendo que todos tinham saído menos ele.

— Claro. — respondi ainda com o cenho franzido — Senta ai. — apontei pra cadeira preta em minha frente.

— Fiquei sabendo que a Lily vai pra Miami daqui alguns dias. — assenti — Isso é estranho mas, se ela perguntar sobre mim eu quero que invente qualquer coisa, tipo, eu tive que viajar, qualquer coisa. — Franzi o cenho pensando na onde Ryan queria chegar.

— Você não quer se despedir dela? — conclui em pergunta. Ryan assentiu olhando para o chão.

— Ok. — respondi.

— Ok Justin,é... obrigado por isso. Eu só não quero que ela fique sabendo que eu não quis me despedir dela. — assenti.

— Pode deixar, Lily não vai ficar sabendo de nada. — continuei sério vendo Ryan sorrir balançando a cabeça negativamente.

— Valeu mano.

Sorri malicioso antes de começar com os trabalhos com os meninos.

POV’s Lily

Bocejei mais uma vez e já tinha perdido a conta de quantas vezes já tinha feito isto em só um dia, acho que é meu recorde. Deslizei o dedo na página do site de fofoca que lia em meu iPhone. Realmente eu tinha vários nada para fazer, Julie tinha a cabeça deitada em meu pescoço enquanto dormia na mesma cama que eu estava deitada.

— Lily vem aqui! — Caitlin disse alto dando um gritinho animado logo em seguida. Franzi a testa desbloqueando a tela do meu iPhone e tirando a cabeça da Julie do meu pescoço com cuidado. Me levantei da cama procurando meus chinelos e os calçando em seguida, andei até a cozinha já que a casa tinha só um andar, enorme, mas não era dois andares igual a de Justin.

— O jantar. — disse animada se sentando na mesa e me olhando, meus olhos passaram por todas aquelas comidas fartas fazendo meu estomago dar sinal de vida.

— Foi você que fez? — perguntei incrédula apontando para a mesa. Caitlin riu fraco balançando sua cabeça negativamente. Então vi a suposta empregada/cozinheira entrar na cozinha.

— Você tem cara que passa o dia todo no shopping e em lojas famosas torrando todo o seu dinheiro e estourando o cartão, e não que faz comida. — ri fraco já sentada na mesa.

— Como você me conhece tão bem assim? — gargalhou. Sorri balançando a cabeça e colocando o macarrão com molho branco e queijo no meu prato e escolhendo o que mais iria comer. Quando terminei o meu prato, peguei o jarro de suco e enchi o copo bebendo em seguida.

Terminei de arrumar as coisas de Julie já que tinha dado banho nela, a trocado e a amamentado. Fiz um coque bagunçado em meu cabelo suspirando alto, tranquei a porta me certificando que Julie estava dormindo, liguei a baba eletrônica levando a baba eletrônica que ficava comigo para o banheiro e colocando em cima da pia. Me despi jogando a roupa no cesto dourado, revirei os olhos observando aquele detalhe. Por incrível que pareça a casa de Caitlin era toda em marrom e branco com vários objetos rosas, pink e branco. E os banheiros, exceto o dela, eram dourado e branco assim como os quartos, exceto o quarto dela também que era rosa pink e mais cores que eu resolvi não ficar olhando já que estava enjoada.

Depois de tomar um banho quente me enrolei na toalha bocejando, peguei a baba eletrônica indo até o closet onde eu já tinha arrumado as minhas roupas e as de Julie. Não sabia quanto tempo ficaria em Miami mas se fosse mais de um mês eu teria que fazer compras. Peguei uma lingerie preta e um pijama de frio, logo, me vestindo e deitando na cama. Me cobri com o lençol branco que tinha ali logo dormindo.

...
Acordei com o barulho de choro de Julie, abri os olhos rapidamente pulando da cama em seguida e desligando a baba eletrônica. Fui até o berço dela ainda descalça a pegando no colo e checando se ela tinha feito algo. Fiz uma careta com o cheiro e fui no banheiro. Tirei a fralda, limpei e passei o talco, peguei uma fralda nova a colocando em Julie. Andei até o quarto em busca de um macacão, peguei um de cor rosa com toca, a vesti e peguei no colo aninhando-a em meu braço. Peguei meu iPhone em cima de uma das mesinhas que tinha perto da cama checando as chamadas perdidas. Suspirei ao ver as de Justin, que não eram poucas. Cliquei em seu nome retornando.

— Onze e nove Lily. Você me liga às onze e nove da manhã de sábado. — Justin atendeu mal humorado, pelo visto, e rouco. Ri fraco. — Porque não atendeu quando te liguei ontem pela noite?

— Estava tarde e eu já tinha dormido. — revirei os olhos.

— Nunca vi você dormir antes das dez. — resmungou.

— Oh me desculpe, talvez seja porque eu estava morta de cansada. E quando eu deitei já dormi. Então, o que quer tanto falar comigo? — perguntei.

— Nada. — respondeu — Só liguei porque tinha terminado as reuniões que tive com os garotos e quem sabe você não topasse um sexo por telefone comigo já que você não esta aqui. — bufou enquanto eu gargalhava e sentia meu sangue ir para a bochecha, corando.

— Meu Deus você não tem vergonha de dizer essas coisas?

— Já fiz coisas piores e isso não é uma delas. — revirei os olhos.

— Espera, então está querendo dizer que já fez sexo por telefone? — sussurrei.

— Claro, você não? — se Justin estivesse em minha frente e o meu olhar metralhador matasse, Justin estaria morto nesse exato momento.

— Não. — respondi irritada.

— Desta noite você não passa. — sussurrou.

— Como?

— Nada.

— Mhm...

— Acho que vou voltar a dormir. — revirei os olhos.

— Tchau. — resmunguei apertando o celular contra meu ombro tentando fazer com que ele não caísse enquanto abria a porta do closet e o vasculhava em busca de uma roupa de praia.

— Ei. — Justin disse depois de alguns segundos de silêncio.

— O que? — perguntei rude.

— Ta irritada?

— Não.

— Hum.

— Agora tenho que desligar. Vou tomar café da manhã. — peguei um biquíni junto com um short e uma blusinha básica branca.

— Okay, juízo. — dei uma risada sapeca — Eu te amo.

— Eu também amo você, beijos. — fiz barulho de beijos e Justin deu uma risada fraca, finalizei a chamada jogando o iPhone na cama.

Vesti o biquíni preto, short e a blusa branca quando terminei de tomar banho. Abri a janela tendo uma visão maravilhosa do enorme mar que rodiava grande parte da casa de Caitlin. O dia estava lindo e com certeza iria tomar proveito. Até porque não é todos os dias que eu estou em Miami.

Peguei Julie e meu iPhone de cima da cama e destranquei a porta, passando pela sala e indo até a cozinha. A mesa já estava feita com delicias do café da manhã. Franzi a testa ao ver que ninguém estava ali, me sentei e comecei a comer algumas frutas que tinha ali.
Quase pulei de susto quando ouvi um barulho, era a porta de vidro sendo aberta e Caitlin entrando por ela. Suspirei com a mão aonde ainda batia rapidamente.

— Bom dia Lily! — sorriu se aproximando e me abraçando de lado um tanto quanto forte.

— Bom dia Caitlin. Não vai tomar café? — perguntei.

— Obrigada mas já tomei o café mais cedo. — assenti — Dormiu bem?


— Uhum. — respondi. Caitlin apenas sorriu se sentando de frente para mim e tomando um gole de água.

3 comentários:

  1. Nova leitora aqui
    Meu deus continua logo
    Amando*-*
    Bju

    ResponderExcluir
  2. Nova leitora aqui
    Meu deus continua logo
    Amando*-*
    Bju

    ResponderExcluir